segunda-feira, 1 de julho de 2019

O Primeiro Grande Mandamento

"Amados irmãos e irmãs, não sei exatamente como será nossa experiência no Dia do Juízo, mas ficarei muito surpreso se em algum ponto da conversa, Cristo não nos fizer exatamente a mesma pergunta que fez a Pedro: "Você me amou?"

Creio que Ele desejará saber se em nossa própria escolha muito humana, muito inadequada e às vezes infantil das coisas, ao menos compreendemos um mandamento, o primeiro e grande mandamento de todos: "Amarás ao Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todas as tuas forças, e de todo o teu entendimento".

E se naquele momento pudermos dizer, gaguejantes: "Sim, Senhor, tu sabes que eu te amo"; então talvez Ele nos lembre que a principal característica do amor sempre foi a lealdade. "Se me amais, guardai os meus mandamentos", disse Jesus.

Portanto, temos vizinhos para abençoar, filhos para proteger, pobres para erguer e a verdade para defender. Temos coisas erradas para corrigir, verdades para compartilhar e coisas boas para fazer.

Em resumo, temos uma vida de dedicado discipulado para demonstrar nosso amor pelo Senhor. Não podemos desistir nem recuar. Depois de um encontro com o Filho vivo do Deus vivo, nada jamais será como foi antes.

A Crucificação, a Expiação e a Ressurreição de Jesus Cristo assinalam o início da vida cristã, não o seu fim."

Elder Jeffrey R. Holland
("O Primeiro Grande Mandamento", Conferência Geral de outubro de 2012)

quinta-feira, 27 de junho de 2019

Como poderei eu entender?

É difícil entender todos os motivos pelos quais algumas pessoas escolhem outro caminho.

A melhor coisa que podemos fazer nessas circunstâncias é simplesmente amá-los e aceitá-los; orar pelo bem-estar deles e buscar auxílio do Senhor para saber o que fazer e o que dizer.

Alegrem-se sinceramente com eles quando tiverem sucesso; sejam amigáveis e procurem ver os pontos positivos deles.

Nunca devemos desistir deles, mas sim, preservar nosso relacionamento. Nunca os rejeitem, nunca os julguem erroneamente. Simplesmente demonstrem amor por eles!

A parábola do filho pródigo nos ensina que quando os filhos caem em si, eles frequentemente desejam voltar para casa.

Se isso acontecer com nossos entes queridos, preencham seu coração com compaixão, corram em direção a eles, lancem-se ao pescoço deles e beijem-nos, assim como fez o pai do filho pródigo.

Como poderei eu entender?

https://www.churchofjesuschrist.org/study/general-conference/2019/04/11soares?lang=por#p33

Samuel Vilchez Gonçalves
31 9 8525 3175 | TIM
31 9 9520 0374 | Vivo
CRA MG 01-049555/D
"A escolha do caminho deriva do lugar onde almeja estar"

quarta-feira, 19 de junho de 2019

Atitudes Vencedoras


Atitudes Vencedoras
Por Carlos Hilsdorf.

A vida é feita de escolhas. Não podemos escolher o que a vida vai colocar à nossa frente, mas podemos escolher como reagimos ao que ela nos apresenta.

Se a situação atual é boa ou ruim, isso se deve à qualidade das escolhas que fizemos; portanto, se desejamos construir a melhor versão do futuro, precisamos melhorar a qualidade das nossas escolhas.

Para fazer isso é necessário entender que decisões são escolhas teóricas e atitudes são escolhas colocadas em prática.

Não são nossas decisões que mudam o mundo e nosso futuro, são nossas atitudes!

Há dois tipos de atitudes: as limitadoras e as vencedoras.

Atitudes limitadoras são atitudes que restringem nossas possibilidades de sucesso e felicidade. Elas estão ligadas aos nossos medos e mecanismos de defesa. Como o ser humano não quer sofrer ele se protege, e ingenuamente, não percebe que o excesso de proteção é mais perigoso que o que ele temia.

Quem se protege demais não ousa, não inova... não vive!

Abrir mão dos nossos mecanismos de defesa consiste em compreender que corajoso não é quem não sente medo, mas quem segue em frente mesmo sentido medo. A coragem é um medo que não paralisa!

Enquanto nos defendemos, não crescemos, apenas fugimos das responsabilidades arrumando desculpas nobres para atitudes pobres. Toda atitude limitadora transforma uma dificuldade em um problema.

Precisamos eliminar nossas atitudes limitadoras, substituindo-as por atitudes vencedoras. 

Atitudes Vencedoras são atitudes que estão alinhadas com a nossa autorrealização. É através delas que nos tornamos quem nascemos para ser. São escolhas que contribuem com nosso crescimento pessoal, com a expansão de nossas possibilidades, com a plena utilização das nossas potencialidades e do nosso talento. São atitudes que nos trazem benefícios na esfera da integração do ser, tornando-o pleno, completo, realizado. Elas nos conduzem ao sucesso e resultam em especial fonte de prazer e satisfação. Atitudes vencedoras transformam dificuldades em oportunidades.

A qualidade da nossa vida pessoal e profissional depende da qualidade das nossas atitudes. O poder de transformar o mundo interior e exterior, escrevendo uma nova versão da nossa história se resume à nossa capacidade de fazer escolhas melhores, escolhas vencedoras que nos engrandecem e fortalecem.

O filósofo Aristóteles dizia: “Nós nos tornamos aquilo que repetidamente fazemos!”. Sócrates propunha: “O exercício contínuo da virtude, torna virtuoso o coração!”. Arquimedes proclamava: “Me dê um ponto fixo e uma alavanca e eu moverei o mundo!”.

A alavanca capaz de mover nosso mundo pessoal e nos colocar em sincronismo com nossas forças é exatamente a alavanca das atitudes vencedoras. Este tema é tão encantador que o estudei por mais de uma década, todos os dias, para escrever os livros “Atitudes Vencedoras” e “51 Atitudes Essenciais para vencer na Vida e na Carreira”. Nestes livros, vamos a fundo estudando cada uma das 51 atitudes essenciais e a melhor maneira de orientar nossa vida para o sucesso e a realização através da filosofia das atitudes vencedoras.

Seja qual for o seu momento atual, uma coisa é certa: ele é fruto das suas escolhas - atitudes - conscientes e inconscientes.

E o mais importante: o próximo momento pode ser profundamente melhor se você aprender a fazer escolhas melhores.

Nenhum ser humano deve passar pela vida sem acontecer. O autoconhecimento é a chave para podermos reorientar nossas vidas para o sucesso, a prosperidade e a felicidade.

Lembre-se sempre: Sonhe, sonhe muito. Sonhar é importante, mas o sonho é só o combustível do motor das realizações. Sonho sem atitude é delírio!

Vença seus mecanismos de defesa conscientes e inconscientes. Viva uma vida em grande estilo, repleta de realizações memoráveis. Você possui o potencial de fazer as coisas acontecerem. Transforme este potencial em realidade, dedique-se a desenvolver Atitudes Vencedoras.